A Fórmula do Tráfego Pago

Se você acha que para ser um gestor de tráfego precisa apenas apertar alguns botões, está completamente equivocado. Por detrás dos botões, existe toda uma estratégia que é ampla, complexa e varia de acordo com o nicho trabalhado. 

Neste artigo, traremos conteúdo para você, que está começando a trabalhar com tráfego pago ou para quem quer conhecer mais sobre o assunto. 

O objetivo do Tráfego Pago é fazer com que determinadas propagandas apareçam para as certas pessoas que estão trafegando em determinado local. Para que isso ocorra, precisa haver um pagamento para o local de veiculação do anúncio.

Tendo isso em mente, outdoor e propaganda de rádio, por exemplo, são maneiras de tráfego pago. Porém o nome se popularizou com as grandes plataformas e redes sociais que disponibilizaram seus canais de comunicação para que empresas possam estar veiculando suas propagandas lá, como é o caso do Facebook e Google.

O trabalho do gestor de tráfego inicia-se com o estudo do mercado de seu cliente em específico. 

É sabido que cada cliente possui uma dor e que pessoas do mesmo nicho possuem dores semelhantes. O profissional da área em questão deve estudar não somente o nicho do cliente, mas os hábitos dos clientes de seus clientes, pois é para eles que os anúncios aparecerão. E principalmente: levar a solução para essa dor.

Um dos principais motivos que leva as pessoas a investirem no tráfego pago é a necessidade de terem mais vendas. 

Após compreendido o mercado em que irá atuar, o gestor de tráfego contará com uma das principais ferramentas de seu trabalho: os anúncios. Tais anúncios serão a isca para atrair esse futuro cliente. Lembrando que cada nicho tem uma dor, tem uma forma de pensar e devemos, através da empatia, usar anúncios que entrem em harmonia com o modo de pensar da pessoa para quem os mesmos serão veiculados.  

Se você quer saber como criar anúncios que convertem, separamos 6 dicas práticas para uma maior conversão. Clique aqui!

O papel da criação dos anúncios não é do gestor do tráfego e sim do designer. Com o tempo, o gestor irá avaliar a eficácia dos anúncios e solicitará ao designer as respectivas alterações.

A Fórmula

O título desse artigo é a fórmula do tráfego pago, mas queremos dizer que não existe fórmula, nem receita. Cada cliente reage de uma forma, cada pessoa que ver teu anúncio reagirá de outra e o profissional em questão precisa entender isso e encontrar a chave de reviravolta. 

Apesar de não existir A Receita Pronta, existem alguns pontos em comum e dicas que queremos dar.

Como dissemos anteriormente, o primeiro passo é entender o mercado e suas dores. Após isso, o designer criará os anúncios tendo em vista a mentalidade das pessoas que serão impactadas pelos anúncios. Lembre-se que os anúncios serão vistos pelos clientes de seus clientes, então é a eles que você tem que chamar a atenção. 

As principais plataformas que o gestor de tráfego usa são Facebook Ads e Google Ads.

Quando a Campanha começar, o gestor terá que trabalhar com os dados que aquela campanha dará para ele e fazer várias análises com o intuito de otimizar sempre a campanha. 

Segue alguns dos principais dados que deve-se ter um olhar atento: ROI, CAC, Cliques no Anúncio, Custo por Clique, Visualizações.

  1. Pessoas que visualizaram X Pessoas que clicaram.

Esse comparativo vai lhe dar uma visão geral de como está a qualidade dos anúncios. Quando a porcentagens está baixa temos duas possibilidades, ou os anúncios não estão conseguindo chamar a atenção das pessoas que o veem, devido a erros técnicos de marketing ,design, neuromarketing ou o problema pode estar no público segmentado. Não adianta termos o melhor anúncio aparecendo para o público errado.

  1. Pessoas que clicaram no anúncios X Pessoas que tomaram alguma atitude após esse passo

Essa análise vai indicar ao gestor se ele precisa otimizar os anúncios ou a página de destino. Imagina o cenário onde muitas pessoas vão para o teu site e nenhuma delas compra o seu produto, logo o principal problema, provavelmente, está na página de destino e não na campanha. Logo, o gestor de tráfego irá alertar o responsável por essa atividade. 

Com esses dados em mãos, o gestor de tráfego consegue ter uma visão ampla e entregar ao seu cliente alguns dados muito importantes. Os principais são o ROI e o CAC. 

Ter um ROI satisfatório é fundamental quando falamos em anúncios online, afinal, essa é uma dos principais diferenciais dos anúncios online.

Tendo o CAC – Custo de Aquisição de Cliente em mãos, conseguimos saber da eficiência da estratégia de marketing e se devemos alterá-la ou não. O CAC ideal vai variar de acordo com seu ticket médio, “Tempo de Vida” do cliente e diversas outras variáveis.  

Espero que nesse artigo você tenha entendido que não existe fórmula mágica para nenhum tipo de trabalho e que o gestor de tráfego tem um papel fundamental no crescimento do seu negócio, através de sua expertise e experiência.

Costumo falar que não se deve terceirizar o que de mais importante existe em seu negócio. A menos que você seja uma empresa de Anúncios Online, o Tráfego Pago não é a variável mais importante da sua empresa e sim o seu produto ou serviço. Então, tudo o que não estiver relacionado diretamente ou com a fabricação do produto ou prestação do serviço, como é o caso do Gestor de Tráfego Pago, pode ser sim ser terceirizado. Evite dor de cabeça e desperdício de dinheiro. Contrate especialistas que irão auxiliar no aumento das vendas e na visibilidade da sua marca

Se quiser saber mais sobre como ter esse serviço para sua empresa, clique aqui e entre em contato conosco!

0 comments